Você sabe como funciona um sistema de marketing multinível?

Muitos gestores ainda olham com desconfiança para um sistema de marketing multinível, seja por...

O impacto da tecnologia nos processos de marketing e vendas

Não há profissional que atue em marketing e vendas que deixe de utilizar ferramentas tecnológicas para dinamizar suas atividades e aumentar a rentabilidade de seus negócios. Mesmo os serviços prestados diretamente aos clientes são cada vez mais focados nestas inovações.

Dispositivos móveis, mídias sociais, Big data, cloud computing, são algumas das facetas desta profunda reformulação dos processos de marketing e vendas, atingindo-os de uma forma que seria impensável há poucos anos atrás. Como resultado, muitas empresas estão adotando estas novas ferramentas para incrementar produtividade, rentabilidade e posicionamento no mercado.

A tecnologia está em constante evolução, e as empresas dependem cada vez mais dela para gerir seus negócios de forma eficiente. Abaixo, listamos alguns impactos positivos para a racionalização dos processos de marketing e vendas que você pode aproveitar em seus empreendimentos.

Obtenha um diferencial competitivo ao empregar tecnologia Big Data

No mundo de hoje, conseguir vantagem competitiva para sua empresa depende em grande parte da capacidade de capturar, gerenciar e analisar com sucesso grandes volumes de dados de clientes a fim de obter insights sobre comportamento de clientes e seus hábitos de compra.

A despeito disso, apenas 10% das empresas brasileiras utilizam a tecnologia Big Data, ou seja, estão longe de analisarem a totalidade de dados disponíveis a elas. É aqui que a tecnologia Big Data deve entrar para trazer um importante diferencial para seu negócio.

Recorra às plataformas sociais para otimizar os processos de marketing e vendas

O boom das tecnologias sociais tem dado origem a uma série de plataformas de mídia social que atraem e envolvem novos clientes. As mídias sociais proporcionam às empresas a oportunidade de estabelecer relações próximas com seus clientes.

Estimular os consumidores a falar sobre produtos e serviços gera informações valiosas que podem fundamentar novas ações de marketing e vendas. Ao contrário das vendas convencionais, as plataformas sociais permitem que a empresa estreite os laços com milhares de clientes de uma só vez.

Integre os sistemas CRM às práticas de sua equipe de vendas

Os sistemas CRM (gerenciamento de relacionamento com o cliente) são significativas ferramentas projetadas para dar às empresas uma visão holística do relacionamento com o cliente, através da integração dos processos de suporte, marketing e vendas.

Quando os dados CRM são armazenados na nuvem, podem ser acessados diretamente de qualquer lugar e a qualquer hora. Quando implantada corretamente, esta solução apresenta uma enorme vantagem para os funcionários de vendas de sua empresa, uma vez que lhes permite obter caracterizações rápidas e precisas sobre o que os clientes estão fazendo, como tendem a agir e em qual momento estarão mais propensos a comprar.

Armada com atualizações, informações relevantes e a possibilidade de entrar em contato com clientes sempre que necessário, sua equipe de vendas se torna mais ágil, eficaz e produtiva.

Explore as oportunidades trazidas pelos dispositivos móveis

A proliferação de dispositivos móveis, como smartphones e tablets, alterou totalmente os processos de compra e venda. Para os clientes, a capacidade de pesquisar, avaliar e adquirir produtos e serviços online usando esta tecnologia transformou a experiência de compra.

Suas equipes de marketing e vendas devem levar isso em conta, uma vez que dados recentes apontam que 90% dos consumidores pesquisam na web antes de efetuar compras.

Curta nossa página no Facebook e esteja sempre atualizado sobre as mais recentes novidades tecnológicas!

Saiba Mais

Correio Braziliense: Mercado brasileiro em 2016 deve movimentar R$ 42,7 bilhões

Esse mês o Correio Braziliense promoveu o seminário Debate Empreendedorismo: A força da venda direta no Brasil. 

O evento apresentou temas que abordaram os impactos socioeconômicos da venda direta, as legislações trabalhista e tributária, além da venda direta como oportunidade para todos.

Com a participação do ministro do TSE Ives Gandra Filho e Guilherme Augusto Caputo; David Legher, presidente da Avon, André Spínola, do Sebrae; Luiz Carlos Hauly deputado federal; Ana Fontes fundadora da Rede Mulher Empreendedora; Roberta Kuruzu diretora executiva da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas.


Pesquisa mostra que, em média, ganhos representam 28% do orçamento familiar dos empreendedores.

Com um faturamento estimado para 2016 de R$ 42,7 bilhões, o setor de venda direta responde por 8% do PIB da indústria de transformação. Esse volume de dinheiro é gerado por um exército de 4,6 milhões de brasileiros e brasileiras que fazem da atividade a principal fonte de renda ou um complemento ao orçamento familiar.

Saiba Mais

Como aliar o marketing e o canal de vendas diretas

O cenário econômico brasileiro tem sido envolvido nos últimos anos por uma grave crise, o que afetou de maneira negativa a confiança dos consumidores, que passaram a conter mais os gastos, temendo uma intensificação das consequências desse panorama, até mesmo a perda do emprego. Nesse momento, você, empresário, precisa ter jogo de cintura. Aliar marketing e vendas diretas pode ser a melhor saída.

Os consumidores já são naturalmente desconfiados das estratégias utilizadas pelas empresas para conseguir atrai-los. Em momentos de baixa do mercado, essa desconfiança é reforçada com propósitos mais fortes.

A melhor notícia é que é possível sim contornar esses problemas, desde que você consiga desenvolver uma estratégia de marketing aliada às vendas diretas de modo eficaz. Continue a leitura e descubra como!

Saiba Mais

Indústria de cosméticos para homens surpreende à crise e cresce

Os homens estão consumindo e cuidando mais da aparência. As prateleiras para a sessão masculina, agora tem muitos mais do que apenas pincel e barbeador.

A cada 15 dias eu compro alguma coisa para mim e meus filhos.

– Alexandre, consumidor.

Aquela mania de usar shampoo para cabelos lisos e cacheados só por que é o único que tem no banheiro é coisa do passado.

A vaidade hoje em dia não é mais vista como um defeito e cuidar do cabelo e da pele virou rotina, basta entrar em uma barbearia para ver que a imagem que o homem faz desse tipo de cuidado pessoal está bem mais caprichada.

Pesquisa

De 2014 para 2015 na linha masculina cresceu mais 2,4%. A ABIHPEC (Associação Brasileira de Higiene Pessoal Perfumaria e Cosméticos) fez uma pesquisa para entender e aproveitar melhor essa mudança. Entrevistou 425 homens das classes A, B e C. 45% se declararam “super vaidosos”, 34% passam creme hidratante, 26% usam protetor solar diariamente.

A pesquisa mostrou também que os jovens de 14 a 20 anos são os que mais dão importância para os produtos de beleza.

O que é fantástico você projetar esse mercado para os próximos 10 anos, você vê uma perspective de um mercado que vai quase explodir!

– Carlos Basilio, presidente da ABIHPEC

A participação de produtos voltados para homens no mercado passou de 10% em 2014 para 19% em 2015.

Reportagem

Veja o video da reportagem completa no site do Globo.com

Fonte: G1 | Bom dia Brasil

Saiba Mais
utilizando-metricas-para-medir-o-desempenho-de-seus-representantes

Utilizando métricas para medir o desempenho de seus representantes

Mais visitas, mais atendimentos ou mais propostas? Quais são os critérios corretos para avaliar o trabalho de um vendedor e quando deverá ser feita a cobrança de resultados? Esses são dilemas encarados por gestores. Saiba mais como medir o desempenho de seus representantes neste artigo.

Nessa hora, é preciso identificar quais são as métricas que devem ser utilizadas para analisar o desempenho de representantes. Afinal, uma gestão eficiente deve partir da premissa de que o que não pode ser medido não pode ser gerenciado.

Saiba Mais
Cancelar