Empreendedorismo Marketing Multinível

5 incríveis dicas para escalar o negócio de maneira rápida ​

“Escalar negócio” significa aumentar o faturamento sem ter de elevar os custos de produção da empresa proporcionalmente. O termo ganhou popularidade com a ascensão das startups, empreendimentos emergentes que desenvolvem soluções tendo por base a tecnologia.

No entanto, não é preciso ser uma empresa tecnológica para se aproveitar desse modelo. As franquias e o setor de ensino, como a venda de cursos on-line, são exemplos de empresas escaláveis. Em comum, os negócios que se valem dessa estratégia têm três características: eles são ensináveis, valiosos e repetíveis.

O empreendedor precisa estar atento a alguns fatores para escalar negócio. Neste post, selecionamos cinco dicas importantes para impulsionar a escalabilidade. Confira!

1. Tenha um diferencial competitivo

As características que tornam uma empresa única ou superior às demais no mercado são chamadas de diferencial competitivo. Como é preciso ter algo valioso para escalar o negócio, dispor de um produto exclusivo ou reconhecido pela excelência é o primeiro passo para buscar a escalabilidade. As respostas a três perguntas podem ajudar:

  • Qual é a principal vantagem que meu produto oferece ao mercado?
  • O produto é realmente inovador?
  • Minha concorrência apresenta diferenciais que ainda não atingi?

O empreendedor deve avaliar, com franqueza, se o produto tem um atributo de destaque em relação a seus concorrentes. Essa vantagem pode ser no atendimento, na logística, em tecnologia ou na praticidade. O importante é ter um modelo de negócios vencedor e que seja atraente aos olhos do mercado.

2. Padronize processos para escalar o negócio

Para que o empreendimento seja ensinável e repetível — outras características fundamentais para a escalabilidade — ele deve ter os processos muito bem definidos. Por isso, é importante documentar as boas práticas da empresa e replicá-las em treinamentos a todos os funcionários.

O mapeamento das atividades deve ser cuidadoso e detalhista. Ele deve começar pelas atividades-chave do negócio e, com o tempo, abranger todas as áreas. Assim, se a empresa depende muito do setor comercial, é fundamental que o processo de marketing e vendas seja o primeiro a ser padronizado.

3. Comece pequeno

Grandes startups que hoje dominam o mundo, como é o caso do Facebook, começaram em um quarto universitário ou na garagem de uma casa. Por isso, não é preciso ter medo de começar pequeno um empreendimento.

O processo de tentativa e erro, importantíssimo no início de qualquer empresa, é muito menos traumático em um pequeno negócio. Contar com uma equipe enxuta permite que o alinhamento de processos seja mais dinâmico, e o aprendizado, mais rápido.

Alternativas como a terceirização de serviços permite que a empresa usufrua os benefícios de mão de obra qualificada sem a necessidade de aumentar seus custos fixos e responsabilidades trabalhistas. Assim, a empresa pode focar em investimentos para construir o diferencial e contratar parceiros para as atividades auxiliares.

4. Construa relacionamentos

Ter uma rede de contatos profissionais — o chamado networking — aumenta as possibilidades de criar parcerias e do fechamento de vendas e, assim, intensifica as chances de sucesso da empresa.

O desenvolvimento de um networking empresarial deve ser contínuo. Grupos de colegas da escola e da faculdade, fornecedores e empreendedores devem fazer parte da lista, cujos laços devem ser periodicamente reforçados.

5. Invista em comunicação

De que adianta ter uma proposta inovadora se o mercado não ficar sabendo? Por isso, investir em comunicação é uma preocupação que deve acompanhar o empreendedor em todas as etapas do desenvolvimento do negócio.

Com o avanço da tecnologia digital, existem diversas formas de manter estratégias vencedoras por meio da internet. O universo on-line permite diversas possibilidades de segmentação de público-alvo, e é possível ajustar o investimento de acordo com a realidade financeira do negócio.

Escalar negócio pode ser a solução para a ampliação dos lucros e o consequente crescimento da empresa. Além de executar essas dicas, é importante que o empreendedor esteja atento às três características de negócios escaláveis — ensinável, valioso e repetível — ao montar o plano de desenvolvimento.

Está pensando em buscar a escalabilidade do seu negócio? Gostou do nosso conteúdo? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros posts sobre temas relacionados!

voltar
Cancelar