Empreendedorismo Gestão Marketing Tecnologia Vendas

5 ferramentas de gestão que você deve usar para melhorar o seu negócio

O empreendedor contemporâneo enfrenta desafios diários para consolidar e manter o seu negócio. Em meio às adversidades, é preciso acompanhar as tendências do consumidor e as atualizações contínuas do mercado.

Você deseja construir uma marca sólida no seu segmento de atuação? Então confira 5 ótimas ferramentas de gestão para melhorar o seu negócio!

1. Análise SWOT

Uma das ferramentas de gestão mais utilizadas no âmbito empresarial é a Análise SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities, Threats), cujo nome refere-se às forças, fraquezas, oportunidades e ameaças vivenciadas por uma organização. Para desenvolvê-la, elabore uma tabela com as seguintes informações:

Forças

Reúna todos os pontos fortes do seu negócio. Aqui entram os diferenciais e as inovações em termos de gestão de pessoas, produtos e serviços, bem como vantagens em relação aos concorrentes.

Fraquezas

Liste as deficiências e os demais pontos fracos da organização. Você pode identificar esses aspectos negativos analisando as áreas que dão mais prejuízo à administração e à lucratividade da empresa.

Oportunidades

Aponte situações que seriam favoráveis ao seu negócio. Imagine possíveis fatos e conjunturas mercadológicas, como o interesse de investidores no seu segmento de atuação.

Ameaças

Identifique quais são as ameaças reais à sua empresa. Pode ser o surgimento de um concorrente poderoso ou qualquer situação imprevisível que possa prejudicar a continuidade do trabalho.

Identificando esses pontos, você terá uma ferramenta visual para traçar as próximas estratégias da organização. Lembre-se: as forças e as fraquezas estão no ambiente interno, enquanto as oportunidades e as ameaças são fatores externos. Construa um planejamento sólido a partir da análise do micro e do macroambiente empresarial.

2. Avaliação 360°

Muitas empresas aplicam a Avaliação 360° para examinar o desempenho das suas equipes. Trata-se de um processo mútuo, no qual todos os funcionários avaliam a si próprios e aos demais colegas — superiores e subordinados.

O questionário considera valores importantes para a organização, abrangendo habilidades e comportamentos necessários para a boa performance dos profissionais. Depois, as respostas são analisadas e comparadas, fornecendo feedbacks objetivos sobre cada colaborador. Esse processo facilita a gestão e o monitoramento da equipe.

3. Six Sigma

O Six Sigma é um modelo de gerenciamento idealizado pela Motorola voltado à gestão de processos de qualidade. Ele está entre as ferramentas de gestão mais utilizadas no mundo e apresenta duas formas de aplicação: o DMADV e o DMAIC.

O DMADV destina-se à criação de novas soluções em produtos e serviços. Envolve ações de planejamento e teste, por meio das seguintes orientações: definir metas, mensurar, analisar, detalhar e verificar.

Já o DMAIC visa o melhoramento de produtos e serviços já existentes. Ele implica ações de análise e aprimoramento, instruindo o gestor a definir o problema, mensurar, analisar, melhorar e controlar.

Ambos oferecem um panorama geral dos fatores envolvidos, servindo como um guia para as próximas estratégias de gestão. É só seguir o passo a passo.

4. Programa 5S

Uma metodologia bastante recomendada para a gestão de qualidade é o Programa 5S. Ele é composto por 5 elementos voltados à eficiência operacional, auxiliando o empreendedor por meio da otimização de recursos e espaços:

1. Senso de utilização

Identificar elementos úteis e inúteis.

2. Senso de ordenação

Dispor cada elemento em seu lugar.

3. Senso de limpeza

Manter o espaço limpo.

4. Senso de padronização

Implantar normas de comportamento.

5. Senso de disciplina

Assumir responsabilidade quanto às regras.

O Programa 5S é benéfico em termos de organização e produtividade. Além de melhorar o ambiente de trabalho, reduz o desperdício de tempo. Dessa forma, proporciona um aumento na confiança e na eficiência da equipe.

5. Benchmarking

O benchmarking é um minucioso processo de pesquisa da concorrência. Permite aos gestores conhecerem produtos, serviços e práticas empresariais dos seus concorrentes, visando atingir um patamar de superioridade gerencial e operacional.

As vantagens do benchmarking são variadas. A partir desse levantamento é possível ampliar o autoconhecimento da organização, motivar os funcionários e aprimorar processos e metodologias.

As ferramentas de gestão são produtivas em processos de análise, planejamento e execução de tarefas. Você é dono do seu próprio negócio? Então aproveite esses mecanismos gerenciais para impulsionar a sua empresa. Voe alto!

Gostou dessas dicas sobre ferramentas de gestão? Deixe sua opinião nos comentários!

voltar
Cancelar